top of page
Buscar
  • Foto do escritorGN Engenharia

As perspectivas do mercado da construção civil e imobiliário para 2023

Ao iniciar o ano de 2023, nós que estamos envolvidos no mercado da construção civil e imobiliário nos perguntamos quais são as perspectivas de desempenho nesse ano que se inicia. Nada melhor que começar essa análise olhando para trás, principalmente o ano de 2022.

O ano que acabou de se encerrar, do ponto de vista macroeconômico, registrou um controle da inflação. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) começou o ano em 10,38% e terminou em 5,79%. Essa queda quase a metade foi obtida pelo aumento da taxa SELIC, que iniciou o ano em 9,25% e terminou em 13,75%. O Produto Interno Bruto (PIB) deve terminar o ano em 3,03% segundo o Boletim Focus, que representa as expectativas do mercado financeiro.


Por outro lado, a Construção Civil apresentou números surpreendentes. O crescimento do PIB do setor foi de 7% em 2022, em relação mesmo período de 2021. Considerando o último biênio, o crescimento foi de 17,7%. No mesmo período o PIB nacional registrou crescimento de 8,2%. Esse crescimento considerável levou os economistas da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) a estimar um crescimento de 2,5% em 2023.


Esse crescimento um pouco menor em relação a 2022 se deve a alguns fatores:


  • a inflação ainda continua alta, fora dos limites da meta do Banco Central que é de 4,75%;

  • a taxa de juros deve continuar alta em 2023. Segundo o Boletim Focus a SELIC deve terminar esse ano em 11,75%. Juros altos encarecem o crédito imobiliário;

  • as incertezas no cenário nacional, sobretudo com o início do novo governo federal;

  • desaceleração da economia mundial; e

  • evolução da renda das famílias, sobretudo o seu nível de endividamento.


Mesmo com esses fatores negativos, a expectativa é que 2023 continue a ser um ano bom na construção civil. Dentre os fatores que podem ser destacados estão:


  • as perspectivas do novo governo federal em ampliar o investimento na moradia popular;

  • redução do ritmo de aumento de custos. Nos últimos 12 meses o Índice Nacional da Construção Civil (INCC), a inflação da construção civil, cresceu 9,56%. Esse índice já chegou perto da casa dos 20% em 2020 e 2021. No acumulado de julho/2020 a novembro/2020 o índice registrou um aumento de 32,94%;

  • a demanda habitacional consistente; e

  • o ciclo de negócios do mercado imobiliário que se encontra em andamento.

As perspectivas do novo governo federal, talvez, seja a maior expectativa do mercado como um todo. Muito embora tenha prometido fortalecer o investimento nos programas de moradia popular, como Casa Verde Amarela, as medidas econômicas que os novos governantes sinalizam deixam os investidores desconfiados e fazem com que reduzam seus investimentos. Assim, segundo a CBIC, o Índice de Confiança do Empresário (ICEI) vem registrando redução desde as eleições de outubro do ano passado, muito embora ainda se mantenham num patamar de otimismo.


Já no campo do mercado imobiliário a expectativa é de manutenção de um mercado aquecido. Não só pelos investimentos prometidos pelo governo federal em moradias populares, mas porque, em períodos de incerteza no mercado financeiro, o investidor tende a procurar opções mais seguras e que tenham rentabilidade garantida. E aí que entram os imóveis que, segundo o índice FipeZAP em 2022, valorizaram, em média, 6,16%. Ou seja, acima dos índices oficiais de inflação. Em muitas capitais onde o índice é medido, a valorização nominal chegou acima dos 10%.


Isso significa que investir em imóveis ainda é uma opção segura pois é um investimento que tem grande rentabilidade, acima da inflação, e é muito pouco, para não dizer quase nada, afetada com a variação dos mercados financeiros. Assim é esperado que, em 2023, o mercado continue com bons números.


Para finalizar, como é possível constatar pelos números apresentados, 2023 tem tudo para ser um ano de bons negócios na construção civil e no mercado imobiliário, ainda que o início do mandato de um novo governo federal possa causar alguma incerteza entre empresários e investidores.


Dessa forma, aproveite o ano de 2023 para fazer muitos negócios! E a GN Engenharia será a sua parceira! Conte conosco e um Feliz 2023!

38 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page